Nasceu em Salvador em 11 de junho de 1908.  Diplomou-se em Direito. Em 1955, foi Procurador-Geral de Justiça por um curto período.

Esteve no exercício do cargo efetivo de 2º Subprocurador Geral da Justiça no período de 1º de janeiro de 1963 a até 18 de março de1966. Em 19 de março de 1966 passou a exercer o cargo de Procurador de Justiça, tendo em vista a Apostila nº32, publicada no Diário Oficial de 7 de abril de 1966,  artigos 64 e 166, da Lei nº 2315, de 15/03/1966, que transformou os cargos de Subprocurador Geral da Justiça em Procurador de Justiça do Estado. Permaneceu no cargo de Procurador de Justiça até 25 de abril de 1967. Foi nomeado para o cargo de Procurador-Geral da Justiça por decreto de 20 de abril de 1967, tendo assumido em 26 de abril de 1967, permanecendo no cargo até o dia 9/04/1970, quando foi exonerado do cargo de Procurador-Geral da Justiça, por ter sido nomeado Secretário da Justiça, cargo em que permaneceu até 24 de agosto de 1970.

Em 30 de julho de 1970, foi nomeado Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado, cargo em que tomou posse no dia 28 de agosto de 1970 e assumiu o exercício em 1º de setembro de 1970. No Tribunal de Justiça do Estado, exerceu o cargo de presidente.

Foi procurador do Tribunal de Contas do Estado, professor e membro da Academia de Letras da Bahia. Era poeta pós-modernistas com livros publicados. Publicou “Rondas (1929) Plenitude (1930), Integração (1947) e Face Oculta (1959).